quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Desocupada.

É normal se apaixonar por alguém? Porque eu não acho. Tudo bem, olha eu não quero ser chata, mas o idiota quem diz que amar é fácil com certeza não faz a menor idéia do que é o amor.Na verdade eu também não faço, pelo menos não até o último relacionamento que eu tive. Minha psicóloga diz que é normal não acreditar no amor depois de amar tanto alguém, no fundo acho que faz sentido mas deixa que isso o Froud explica.
Fui na casa de uma amiga que só tinha amigos felizes e solteiros, mais no fundo parecia que falta alguma coisa. Cansei de amigos felizes e solteiros. Parti pra casa de outra amiga que namorava a muito tempo e lá estava outra amiga dela que nunca ficou solteira, de um namorado para o outro, e percebi que ali tinha algo diferente. Os solteiros falavam em festas, trabalho, amigos. Os comprometidos falavam de casamento, dinheiro, lua-de-mel.
Enfim, descobri que não sirvo pra ser solteira, acho que ser feliz assim é muita responsabilidade, não to pronta pra ser feliz e muito menos pra virar namorada de alguém, não to pronta pra compromissos.
Eu avisei no começo, amar é bem complicado, principalmente quando esse amor que no caso eu não acredito que exista não sai de mim por nada. E no final meu estado civil acaba sendo o mesmo; DESOCUPADA.

_
@anasiiqueiraa =D

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

.

Eu não queria que você fosse embora, porém em nenhum momento quis me ouvir, viro as costas e não olho pra trás, não se preocupo com as lagrímas que caia no chão quente. Eu grite. Volta. Eu pedi. Por favor, não me deixa. Nada.
Agora que eu tô de boa você volto e dessa vez eu não pedi, pode ir embora, eu não preciso mais. - Eu sei que não precisa.- Então, o que faz aqui?. - Eu pensei que não, mas percebi que preciso muito mais de você do que você de mim.

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Tão errado.

Passo por ele e quase nem olho. Ele passa por mim e sorri. Eu sinto que vou morrer com a luz do seu sorriso. Ele não entende nada. Tento disfarça, olho pra baixo, fecho os olhos, olho pro canto da parede, pro quadro que tem bem atrás dele, pras pessoas em volta. Ele me olha querendo entender.
O mundo precisa saber que ainda não acabou, ele precisa ter certeza do que começou, eu tento acreditar que não existiu. O tempo passou e nada mudou.
Olho pra cima com lágrimas escorrendo e sentindo a dor do céu ao cair da chuva, e como dói. Perfuma o ambiente com a sua doce presença, enche o lugar com a alegria de apenas um sorriso, como posso não me apaixonar por alguém que me tira em instantes do chão e me gira no ar?
Meus dedos entre os seus, seu cheiro se misturando com o meu, nosso corpo sendo um, mas seus lábios continuam tão longe, seus pensamentos fora de sintonia, tudo tão certo.
Ele todo responsável e careta, tão certo de tudo e tão puro, leve e simples. Eu tão confusa e cheia de desejos, tão errada e coberta de aventuras, tudo errado. Querendo estar certa com você pra podemos errar juntos.




_
@anasiiqueiraa =D

domingo, 26 de dezembro de 2010

Cadê o bom velhinho?

Acabou natal e logo acaba o ano que era novo também, a família volto pra cidade grande, a bebida acabou, a festa e a musica,o vestido novo mancho de vinho, o velho ta guardado em algum canto mofado do guarda-roupa. Minha casa ta uma bagunça, meu quarto mal consigo entrar de tanta coisa joga pelo chão. Meu celular não para de toca. Eu não consigo parar de comer aquelas comidas que só se faz uma vez por ano e minha TV está no último pra não ouvir o som dos meus vizinhos.
A vida ainda não voltou ao normal, existe mais uma semana de correria pra mais dois dias de festa, bebida e tempo pra se arrepender de tudo que fez de ruim e prometer coisas que não pensa em cumprir, só quando isso acabar é que o mundo está autorizado a voltar ao normal.
O natal não é mais tão mágico como antes, o papai Noel me aparece um velho nojento que aproveita das criancinhas e não um senhor bonzinho que perde seu tempo fazendo presente no pólo norte.
A magia acabou, junto com as discotecas, bailes e vestidos de bolinhas, junto com a pureza, inocência e o Rock’n roll.
As vezes me pergunto porque as crianças de hoje em dia não acredita mais no papai Noel como eu acreditava, e logo penso que talvez o bom velhinho desistir de ser bonzinho também, e ainda espero encontra-lo em algum boteco de esquina.



@anasiiqueiraa :D
e que venha 2011 .

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Querido Noel.

Querido papai noel, se fosse pedir algo, pediria pra voltar no tempo pra concertar meus erros, pra abraçar mais, confiar mais, machucar menos, chorar menos, acreditar mais. Queria dizer pra um certo alguém que ainda confio e amo tanto que nem sei como explicar, as ofensas e indiretas, o desenterres e a cara feia é mentira, porque ainda amo, amo como na primeira vez ou ainda mais.
Pediria pra traz ele de volta, mas sei que não pode traz de volta quem nunca veio.Então, pediria a minha e só minha confidente de volta, mas me vem aquela voz chata me lembrar que ela não confia, não ama, não precisa.
Assim ficou sem o que pedir, basta agradecer, por cada sorriso, e viajem, por cada amor e amigo,cada abraço e lágrimas, cada festa e bebida, meninos e segredos, por cada pessoa que passou por mim nesse ano, por cada cidade que passei e cada sorriso que vi. Só tenho que agradecer.
Acabou essa carta querido Noel, pedindo de volta quem foi embora e que nunca mas vá. Que seja, que simplesmente SEJA.



__
@anasiiqueiraa


FELIZ NATAL! :D

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Cuidado.

Mais uma madrugada sem sono, sem chuva, sem paz, porém, lotadas de lembras, choro e medo. Prometeu voltar e nunca mais deu noticias. Olhei pela janela do meu quarto, pelo retrovisor do carro, pelas portas de vidro, por cada andar no apartamento, por cada esquina da cidade, entre as prateleiras da biblioteca.
Corri até a primeira risada, meu coração pulsava mais forte a cada toque, sonhava com cada reencontro, mas nunca era você. Li e reli cada palavra dos seus textos, imaginava cada situação, tentava me encaixar em cada parágrafo, mas você nunca me colocou em nenhuma linha. Apagou cada letra do seu caderno que minhas lágrimas tinham borrado, e não penso nisso, nem no motivo da carta.
Pode ir embora, deve ir. Aqui não é lugar pra você, mas pra onde ta indo? Qual é o seu caminho? Escute, me escute pela uma vez que seja, não vá por ai. Não são amigos, são apenas sombras. Escute, pela ultima vez, não importa, eu continuo aqui. Não quero que diga nada, apenas me faça um favor; se cuida.


_
@anasiiqueiraa

segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Você em mim.

Eu quero por um minuto fechar os olhos e não pensar em você. Pensar por esse minuto talvez, que a culpa realmente não foi minha, porque eu sei que não foi, mas você não sabe.
A sua vida é meu espelho, quando você cai eu me machuco, quando chora eu sinto a dor, quando pensa fico confusa, quando age me desespero.
No fim, tornamos um, até mesmo agora que não somos e não queremos ser mais nada. Não quero nada de você, nem sorriso, nem abraços, nem palavras, nem nada, já você; nunca quis.
Quando senti frio eu tremo, quando sente transpira eu sinto calor, quando ama eu sinto e quando odeia também. Quando grita eu escuto, quando chora eu me entristeço, quando não vê mais saída eu morro.
Quando penso em você te vejo sorrindo, mas eu nunca sentir quando pensa em mim; porque você nunca pensa.A minha imagem não reflete mais no seu espelho, porém, a sua imagem é o meu espelho.


_________

@anasiiqueiraa :D

sábado, 18 de dezembro de 2010

Se é que te conheço.

Musica,bebida, amigos, cigarro, meninos. Você de longe olhando tudo com medo de nunca conseguir se encaixar. Suas amigas bêbadas te puxando pra dançar, o garoto mais bonito da festa tentando de tudo pra te ter, a musica que você mais gosta começa a tocar, já são quase 3 da manhã e tudo que queria agora era a sua casa, livros e MPB.
Quero deixar bem claro, isso não é um conto e não chega nem perto disso, é uma historia real não baseada somente. Ainda existe pessoas que preferem MPB á cigarros bebidas e pegação, acredite.
Já que não tinha outra saída, ele não saia mesmo da sua cabeça, ficar com um garoto não seria tão ruim assim, e mesmo depois do beijo ele continuava ali, não conseguia parar de pensar um minuto se quer, então, talvez, beber um pouco levasse ele embora só por aquela noite.
Depois de perder a contar de quanto tinha tomado e perder o senso de tempo e espaço, perder a memória também, ele continuava no mesmo lugar.
O problema não era o seus pensamentos que insistiam nele, mesmo depois de tanta bebida e meninos e risos e historias, o problema era seu coração, que pulsava ele pro seus pensamentos.
A noite ta acabando e amanhã além do remorso e da dor de cabeça vai acorda também pensando nele.Não resolveu muito, a noite foi ótima e ainda tenta acredita que nada do que você pensou e viu foi real, não contou pra ninguém a dor e o medo que sente no momento.
Eu só vejo um jeito de acabar com isso ...então espero que não acabe, NUNCA.


_____
@anasiiqueiraa

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Espero que vá.

Sinto medo. É, talvez pela primeira vez eu sinto mesmo medo. Entende que não se parece em nada com o que eu já passei, nada foi muito fácil até hoje mas isso chegou no limite, acho que preciso de um tempo, um tempo pra sempre sabe.
Eu não sinto falta, não sinto raiva, não guardo mágoa, sinto medo, só medo. Eu não sei colocar em palavras o que me causa isso, eu só desejo que vá embora logo, antes que eu decida ir.



__
@anasiiqueiraa :D

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Você não sabe.

Enquanto algumas pessoas fazem vídeos pro youtube ou colocam fotos no tumblr eu prefiro escrever, mesmo que ninguém queira ler. Eu gosto de sentir assim, com as letras e não ligo se você não liga, não ligo mesmo.
Eu sei tanto quanto o mundo que você não vai ler nada que eu escrever, e sei que não escrevo nada que te interesse pra ler. Falo de amor, coisa que você não se interessa muito porque ainda, mesmo que você insista que não, ama tanto que dói, muito. Falo de mim, quem você não lembra ou não quer lembrar que exista. Falo de você, e falo muito por sinal, e não faz muita diferença a minha opinião sobre isso.
Penso que por muitas vezes já penso em mim, e não me canso de escrever sobe isso, porque ainda, por muitas vezes, penso em você, com o mesmo carinho dá primeira vez. Comecei a pensar menos, confesso, mais não parei.
Quando leio seus textos penso, quando te vejo na rua penso, quando abro meu Orkut penso de novo, e se escreve é sobre você, e se não é, com certeza é sobre alguém que tem muito a ver com você, e se não for, então, não escrevo.
Faz parte da minha vida a sua. Faz parte de mim pensa sobre o assunto e me questionar tantas vezes sobre tudo, e contar pra todo mundo pra vê se alguém entende, e logo depois dizer que não me importo, mas sempre é mentira, porque nunca, deis que te vi pela primeira vez, deixei de me importa.



___
@anasiiqueiraa :D

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Errante.

Termino esse ano puramente leve e certa. Certa que ele não vai ligar no dia seguinte, e eu sempre vou ficar sentada do lado do telefone com um pote de sorvete, muito chocolate e quase sem unhas, esperando ele liga.
Termino esse calendário certa que te amar foi errado, sonhar com você foi errado, te desejar foi errado, você confundiu meus sentimentos e viro minha vida de ponta cabeça. Isso tudo é tão errado que as vezes e só as vezes penso que é certo.
Eu penso que o errado se torna certo com você e só com você. O mundo todo continua errando e eu continuo não achando graça e muito menos concordando, mas com você, errar um pouco, as vezes, escondido, só de vez em quando enquanto a cidade dorme. Errar assim, por você, com você, perto, longe, não importa, com tanto que seja você. Errar assim me parece certo.
É certo meu coração disparar nas conversas, é incerto e incapaz e insano esperar, mas espero,sempre que saio de casa te encontrar, seja onde for.Esse é o meu desejo,sempre, te encontrar. O sentimento mais errado e impuro, certo de que não vai embora tão cedo, me entrego.
Vou me deitar sabendo o tamanho do meu erro e o tamanho da minha alegria por estar errando com você, e só com você.







--
@anasiiqueiraa :D

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

De perto.

Última vez que te vejo, e dessa vez talvez seja mesmo a última.Não te abracei e nem conversamos sobre o tempo, você estava com aquela camiseta que te deixar mais forte, e com um sorriso de ponta a ponta como se não estivesse mais sozinho. Hoje eu tive a certeza da sua felicidade, coisas que achava raro em você, te ver sorrindo de verdade.
A brincadeira acabou, certo? Eu to indo embora e você querendo ficar. Amanha eu vou acorda bem cedo e colocar a roupa mais bonita que eu achar, vou me maquiar e passar horas olhando pro espelho, passar um bom tempo treinando como te falar oi pela última vez e como talvez, se a coragem aparecer, te agradecer por tudo.
Não acho justo você ficar só, porque foram embora e só te levaram na memória e algumas, digo poucas, talvez uma e apenas essa te levou no coração mas ta tentando de despachar em algum canto escuro.
Eu vou tentar te levar pra sempre, vou continuar te olhando e te amando de longe, porque de perto não é amor. De longe vou contar como você me fez bem, como cada conversa me deixou extremamente feliz e cada lágrima de ciúmes valeu a pena, de perto vai continuar como mais um nas lembras, nas músicas, e na teoria. Te levar comigo é muito, prefiro te deixar aqui pra quem te ama realmente, de perto, de levem embora.




--
@ANASIIQUEIRAA :D

sábado, 11 de dezembro de 2010

Rabiscos na areia.

Hoje eu resolvi escrever nossa historia na areia, colocar todas as palavras que a gente falou, todos os seus olhares e os meus sorrisos, a primeira vez que discordamos, a vez que você me disse que era melhor a gente se afasta e segundos depois estavamos rindo disso tudo. Coloquei ali cada lágrima de preocupação, e cada pulo de alegria. Você sabe, me viu escrevendo.
Leu o parágrafo que dizia o quanto o seu abraço me fazia bem, e como eu gostava de ouvir que só com o meu abraço você sorria, de verdade.
Algo, seja o que for, que comece assim, como a gente começo não deveria acabar nunca. Escrevi a nossa primeira briga, muito choro e drama, claro que não podia faltar a raiva e o orgulho. Ninguém queria voltar atrás, mas no final, tanto eu como você percebemos que um sem o outro não fazia sentido.Como ainda não faz. Voltamos a nos falar e só. Nada de abraços e conversas e tudo que era antes. Depois passou e voltou ao normal pra você, não pra mim. Mais algumas brigas, conclusões, você sempre vendo razão em tudo, eu sempre querem encontrar alguma razão pra tanta briga.
A historia foi escrita assim, altos e baixos, risos e choro, com muito drama, orgulho, raiva, ignorância, desenterre se.
Não sabia mais o que fazer com tanta historia dentro da nossa, com tantas palavras perdidas e perguntas sem respostas. Sentei ao lado das palavras espalhadas na areia, tentando entender cada letra joga, cada sentimento cuspido e percebi que o ano ta acabando e toda a nossa historia também. A maré subiu e com a primeira onda do dia apagou a nossa historia. Todo fim é um novo começo certo? Vou começar escrevendo dessa vez nossa historia em uma pedra, nada nem ninguém vai conseguir apagar de lá.











---

@anasiiqueiraa :D

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

As vezes muda.

Eu não cheguei a pensar na possibilidade de não voltar ao normal, e o mais estranho é que não to me importando. Deveria sorrir quando estivesse perto, ou chorar quando me ignorasse, mas estou até me divertido com tudo isso. Cheguei à conclusão que é tudo uma falsidade e você com toda certeza esta incluído é a maio parte do “tudo’’.
Faz tempo que não escrevo e a culpa é sua. Não sinto mais vontade de conversar nem de pensar nem de comer e a culpa é sua de novo. Não quero ficar em casa, nem assistir TV e to sem paciência pra leitura, e olha você sendo o motivo mais uma vez. Minha vida anda bem animada ultimamente e não me vejo mais perto e não te vejo também, nem de longe. Ainda que tudo voltasse como era, acho que eu não voltaria mais.
Dessa vez é por mim sabe, esse tempo todo eu pensei em você, em como e quando e por que, em tudo que te falei, eu só queria te ver feliz, enquanto isso eu ficava triste. Desculpa, as minhas lágrimas não vão mais cair pra ver seu sorriso idiota.
Que bom que as coisas mudam, melhor assim.







---
@ANASIIQUEIRAA :)

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Um sorriso.

Olhei na sua direção e viu um sorriso, olhares se cruzando, desejos , sonhos , perguntas e medo. Medo que poderia estar acontecendo e do que tudo aquilo estava significando pra gente. Só um momento? Só um sorriso? Será mesmo que um sorriso vale tudo isso? É vale.
O calor do teu corpo,o cheio da sua nuca, o tom da sua voz mesmo estando rouca e fraca e vazia.Eu sentia as vezes o seu coração acelerado, sabia da suas manias e da vergonha que você tentava esconder, conheço seu modo de falar atropelado e do jeito como acha que o mundo deveria ser melhor, conheço ate mesmo seu jeito de amar, puro, simples, leve.
Sem esperar nada em troca oferece o que tem de melhor, cada viajem e preocupação e euforia pelo que pode mudar. Pelo que você considera importante.
Fico de longe observando cada detalhe, procurando em você cada pedacinho que me completa, só assim me torno inteira.
Observo tudo o que você fala, porque cada palavra sua me aviva, sinto as batidas do seu coração pra me sentir mais viva. Sinto seu cheiro e o reconheço, o mesmo perfume da ultima vez, o cheiro que ainda ta grudado em mim.
Reconheço tudo que é teu, e vim buscar a parte que me falta. A minha falta que se preenche quando você se chega, e se faz mais viva na sua ausência.







--
@anasiiqueiraa :D

domingo, 28 de novembro de 2010

Não gosto.

Eu gosto muito mais de segunda do que terça, prefiro a noite do que o dia, prefiro a realidade do que os sonhos, gosto mais de você do que de mim, e prefiro que seja assim. Odeio sexta e dos sábado gosto um pouco mais, quero tudo de mais complicado e nada de coisas simples, quero conhecer mais do que posso e não me incomodo com quem incomoda.
Não quero que ninguém me entenda, não nasci pra isso,nem pra agradar e ser gentil.Só mais sincera no silencio, me dou melhor com os gestos do que com presentes.
Não sei até onde posso chegar mais tenho certeza de onde eu quero ir, talvez esteja longe de onde posso, talvez seja alem de onde eu quero. Não sei, e não me incomodo por isso. Gosto do que não entendo, gosto de descobrir . Me interesso por coisas complicas e pessoas problemáticas, não gosto de nada simples,nem muito feliz. Se descubro o porque perde a graça. Prefiro mudanças a rotina. Gosto do perdido, quem sabe onde ta não me agrada. Quero o que ninguém quer, amo quem ninguém ama, e não desisto, nunca.





--

@anasiiqueiraa

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Mudanças.

Entrei no carro com o mesmo pensamento da semana toda. Não preciso me preocupa, vi certos sorriso e ouvir falar que por enquanto estava tudo normal. Não tenho que ter essa preocupação.
As coisas voltam ao normal conforme a semana passa. Algumas descobertas e penso que nada vai mudar, pois não vejo motivo pra isso.Os sorriso me deixavam mas calma, me davam a certeza que tudo ia ficar bem. Até eu perceber que esses sorrisos tinham mas a ver comigo do que com você.Até eu perceber que as coisas não ia mudar porque já tinha mudado, antes mesmo de me dar conta da situação.
Mas, tudo bem, ainda não via motivos pra entrar em desespero, continuava achando que nada daquilo era definitivo, momentos todo mundo tem, então pensei que logo passaria esse. Mas percebi com o tempo que não passava nunca.
Comecei a perceber que já era hora de entrar em pânico, era hora de tentar mudar as coisa, o grande problema disso tudo é que não dependia de mim, e você simplesmente não queria mudanças. Não precisava delas, diferente de mim.






-
@anasiiqueiraa

domingo, 21 de novembro de 2010

Mais um dia.

Você me pediu um tempo e eu aceite. Esperei o tempo que foi possível, observando cada passo, cada palavra, cada gesto. Não adianto. Pedi perdão milhares de vezes, pois queria voar e isso já não me deixava sair do chão. Você não aceito, queria me ver presa, pra culpa ser maior e pra você se sentir melhor.
A lua veio me contar que as coisas iam demora pra voltar, mesmo o mundo assim de cabeça pra baixo, ela não me queria deixar ir. Pediu pra espera a chegada do sol .Esperar pra ouvir o rugido do leão. Porque era só assim que as coisas mudavam, quando o rei rugia.
Fui fazendo outras coisas, caminhei pelo jardim mesmo estando escuro, não havia ninguém, nem pássaros, nem animais, nenhum som nem cor. Só a lua que me acalmava quando perdia o pouco que tinha no meio de toda aquela escuridão.
Quando vi uma ponto do sol, uma pequena luz que iluminava quase que o jardim inteiro pensei que as coisas estavam voltando ao normal, mas não.Era só o começo de mais um dia sem nenhuma explicação. Era apenas mais um dia.

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Detalhes.

Eu busco nos detalhes encontrar você, nos sinais que eu nunca sei se são verdadeiros ou meu amor ta me levando a loucura.Me olho no espelho e já não sei mais quem sou, não sei mais quem eu era e em quem você me transformo.
Me procuro por ai,nas esquinas das escolas, nas praças, nos lugares movimentados e onde eu costumava frequentar quando não te conhecia. Tento me achar nas praias que costumava ir quando não levava seu nome, nas festas que fingir pro mundo que era feliz e todos que estavam lá faziam o mesmo, na escola onde nenhum professor me aguentavam, nos lugares mais banais eu me procurava, quando eu te perdi.
A exaustão de esperar algo novo, de esperar uma resposta e de sempre obter os mesmo momentos.A canseira de quem já viveu muito e sente que já chego a hora de partir. O medo que é encontrado em cada coração e que sufoca pessoas por toda parte.
Sem mais brilho ou sorriso, sem mais abraços quentes, sem mais nada que costumava me fazer voar, hoje não passa de atos. Os sinas que eu enxergava nele não passa de gestos, não passa de um simples nada que ele dizia com o olhar.Não passa de nada que não posso mais aguentar.
Eu tinha medo de pensar e acreditar que ele era o mesmo, pedi tantas vezes pra que muda-se, chorei tantas vezes de medo da mudança, mas continua o mesmo. Menos pra mim, mais pro mundo. Mais pra quem ele não conhece, conversa, sonha, vive. Menos pra quem parou de viver e sonhar e amar e ser feliz.Menos o que tinha que ser demais. Mais para acabar com tudo que ele achava que era de menos.Pra acabar com o menos que ele tinha de mim.





-
@anasiiqueiraa :)

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

É mesmo assim.

Viver de verdade é complicado pra mim e pro mundo ai fora, as pessoas hoje em dia só sobrevivem porque não tem outra opção, e a ideia de suicídio é muito assustadora pra seres humanos que não fazem a menor ideia de como é do outro lado, ou até mesmo se existe algo depois daqui.
Não sei no que acreditar mas não é esse motivo pelo qual me mantenho viva. Não tenho muitas escolhas, nem mesmo a escolha da dor.Sempre vai doer e eu sempre vou reclamar e chorar e gritar pro mundo que isso tudo não deveria acontecer , mas vai continuar acontecendo porque não existe muito o que fazer. Não pra mim.Pelo menos não depois de tanto tempo, eu diria.





-
@anasiiqueiraa :D

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Conversa ao vento.

Eu não vou mais voltar,não por você.Eu sei que eu errei muitas vezes e até te fiz sofre,mas pra mim acabo.Nada do que eu fiz todo esse tempo,todas as minhas lágrimas, nada resolveu.Você nunca se quer olho pra mim,você não se preocupava comigo,porque afinal você não se preocupa nem com você mesmo.
Mas por que me olhava todo esse tempo? Por que você não me falo que tudo aquilo era mentira e que você precisava de tempo?. Eu ia te entender,eu juro que eu ai.Claro, eu sei que é normal as pessoas se sentirem encurraladas e até mesmo sentirem medo em ocasiões assim, mas por que você não converso comigo?. Uma conversa mudaria o rumo de tantas lágrimas, mudaria o rumo de tantos destinos e até mesmo o rumo dessa conversa, você tinha a escolha que mudaria as nossas vidas e olha o que você fez.
Não,chega.Eu não posso espera você toma outra decisão ridícula como essa e joga tudo por água abaixo de novo.
Você já ouviu falar em amor? Aquilo que as pessoas sentem uma pelas outras, e isso da a elas uma leve sensação de felicidade,afinal você sabe o que é felicidade?. Como eu fui idiota em acredita em você por tanto tempo,você mentiu pra mim, mentiu como uma criança que fingi pra mãe que vai toma banho mas na verdade nunca toma.
A minha felicidade não dependia da sua,mais o meu amor sim. E você fez o favor de mandar ele embora como se fosse um pedaço de lixo podre, alguma coisa que seu coração não suportava mas carregar. Você trato meu amor como um brinquedo,você brinco comigo todo esse tempo. Eu sou muito idiota mesmo.




--
@anasiiqueiraa :)

domingo, 7 de novembro de 2010

Sua vida.

Como eu poderia me sentir com isso? Um boba e apaixonada? Como você gostaria que eu me senti-se?
Teria que apenas aceita todas as suas sugestões e sorrir, e não eu não quero fazer isso. Casei de sorrir pra você, cansei de você e de tudo que você me fazia sentir.
Perdi meu tempo com você e ganhei. Ganhei muito. Ganhei medo, sono e preguiça do mundo.
Tudo o que você não fez por mim fez por outra, que não tem nada ou coisa alguma que te importe.
Você me fez pensa em você esse tempo todo e até imagina uma casa lotada de filhos, porque dizia você que adorava crianças e por isso me vi com vários deles correndo no quintal de casa.Tentei fazer da sua paixão a mesmo que a minha.Tentei realizar sonhos por você e até fingir que os meus eram os mesmo que os seus, fingir amar tudo que você amava e me apaixonava por cada coisa que você fazia, até as mais insignificantes. Tentei viver com você todos os dias,dos mais chatos até os mais divertidos. Corri com você por todos os lados resolvendo seus problemas, suas duvidas,seus medos.
Fiz o que pude e até morri por você algumas vezes, cansei de mim e do mundo, menos de você. E ainda acho que fui egoísta demais com a gente, deveria ter pensado mais em você e para de viver as vezes só pra mim, ou melhor, deveria ter pensado mais em nós.
Não existe o “nós”, existe você , eu e o resto. O “nós” seria a parte que menos interresava pra gente. Pelo menos pra mim ou na verdade pra você.






@anasiiqueiraa :)

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Acabou.

Esperei o tempo todo alguma resposta. Não ligava muito se elas seriam boas ou não, só precisava saber a verdade, não importava depois dali, porque no fundo eu sabia que não podia ser tão ruim assim, as coisas iriam mudar um pouco, claro, mas nada muito alem.
Era o que eu pensava, era o que eu queria acredita. Quase não muda nada, fazer muda tudo.
Não me culpo, não me acho injusta, inútil, egoísta ou coisas assim, fiz o que podia e o que não podia e sei que tentei de todas as formas, das mais engraçadas as mais desesperadora, mas...acabou.
Não foi culpa sua também. A culpa talvez tenha sido o destino, o telefone, ou até mesmo o meu irmão. Alguém tem que ser o responsável pelo fim e tenho certeza que não é a gente.
As coisas não deveriam acabar assim, mais sei que a questão não chega a ser essa, o problema não é como acabo e sim que simplesmente não existe mais nada. Isso me assusta, me faz lembra que depois de tudo, depois de achar que estava tudo certo e que poderia dar certo tudo.
Foi tudo simples demais. Algumas palavras, uma decisão e fim. Foi só isso, e ainda não consigo acredita que acabo assim. Eu não quero que fique bem, eu só quero que você seja feliz.







@anasiiqueiraa :D

sábado, 30 de outubro de 2010

Quase amor.

Antes você me olhava e sorria porque sabia que eu sentia o mesmo, aquele friozinho na barriga quando a gente se trombava, a mesmo vontade de ficar conversar só pra passar um tempo ouvindo sua voz, o abraço pra sentir o cheiro.
A gente se entendi pelo simples fato de estar perto, e ninguém mais ouvia o que a gente dizia entre linhas, entre olhares, entre a gente.
As coisas não podiam continua assim, o sentimento foi crescendo e só ouvir a voz e saber do sentimento não bastava, você sabia disso, tanto ou ainda mais que eu. O nosso segredo ficou descoberto por um tempo e viro assunto por outros. Muita gente pensava que te conhecia mais ninguém tinha a certeza que eu tinha em relação a você. E ninguém sentia por mim o que você sentia.
Se afastar seria bom pra gente, deixou de ser amizade e passou pra algo mais forte que não chega a ser amor. Só uma vontade, que cresce e parecer tomar conta do corpo e da mente. O certo naquele momento era esquecer de tudo, era o nosso segredo, era só nosso.
Os olhares pararam, as conversas e as brincadeiras também. Não existia mais nada. Você fingia não saber meu nome e eu fingia que não te conhecia. E assim é até hoje, e vai continuar sendo.O segredo do desejo ainda existe, a vontade do seu beijo,as nossas conversas inocentes cheiras de vontades, cheia das nossas vontades.
Quando eu passo por você mesmo sem olhares e sussurro ainda sinto que estamos mais ligados que antes.






@anasiiqueiraa :)

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Uma canção.

Fiz uma canção pra você logo pela manhã. Coloquei uma melodia, rimas, notas. Cantei ela pela tarde, quando te esperava no nosso esconderijo. Ao colocar minha cabeça no travesseiro a primeira imagem que veio átona foi seu sorriso. A alegria que eu sentia ao te ver sorrindo, o amor que eu sentia no seu abraço, a segurança que eu tinha deitada no seu colo.
Sempre foi assim, quando eu sentia medo corria pra debaixo da nossa árvore, ficava lá quieta, esperando ansiosa pela sua chega, pra corre pro seus braços e nunca mais sair dali. Escutar sua doce voz, dizendo “Eu te amo e to aqui com você”.
No caminho voltando da escola você sempre me acompanhava, a gente sempre ia rindo, de alguns pensamentos, de algumas ideias. Eu te contava que ia mudar o mundo, você me abraçava e fala que acreditava em mim.
De madrugada quando não sentia sono você vinha fala comigo e quando eu entrava em desespero você era o primeiro e o único pra quem eu queria contar o que aconteceu, você nunca me deixou, você nunca foi embora. Eu já te deixei tantas vezes, mais você nunca desistiu. –Eu vou continuar aqui, te esperando em baixou da nossa árvore, no nosso esconderijo.
Acordei e não te sentia mais, entrei em pânico e corri até o lugar onde a gente se encontrava, e de longe vi seu sorriso, você me abraço e me devolveu a vida dizendo ‘’Eu não desisti de você’’.








@anasiiqueiraa

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Apaixonado.

Ela estava feliz porque estava apaixonada, de novo. A verdade é que ela nunca deixou de estar, ela sempre acho que seria melhor amar do que lutar contra, ela sempre acho o que seria melhor.
Olhou na mesma direção que ele, ele não era o cara da vez mais já tinha sido por algum tempo.Ela sabia que mesmo fingindo não sentir, sentia tanto ou mais que antes, talvez até mais que ele mesmo. Sentia tanto que não sabia mais o que era não sentir.
Ele sonhava todas as noites com ela, quando via as estrelas lembrava de seus olhos, quando olhava profundamente dentro dos seus olhos lembrava do mar e via as estrelas.
Ela precisava de vida,ele precisava da vida dela.Ele sentia sua falta e ela sentia falta de amá-lo.Ele não era mais o cara da vez, ele não era mais o cara dela mas ela nunca deixou de ser a garota dos olhos dele.






@anasiiqueiraa

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Eterno.

Ele pediu pra contarem pra ela o quanto ele sentia por não te-la perto. Queria que soubesse que o amor dele era suficiente pra esperá-la durante uma vida, não ligava em perde-la com tanto que ela passe-se a eternidade do lado dele.
Ela queria se divertir, era nova demais pra compromisso, era nova demais pra coisas mais serias. Tinha medo de conhecê-lo e se apaixonar.
Ele passava tardes olhando pra ela, chora toda vez que via ela chorando, ele queria ta perto pra protegê-la mas ela não deixava ele se aproximar. A cada sorriso de lado, a cada pequena sensação de felicidade ela o sentia, ele sorria.
Bom, a gente se afastou por um tempo, ela não quis mais saber dele, ele pediu pra mim não desistir dela, porque ele ainda tinha esperanças.
O sol brilhava na sua face, não havia mais sinal de chuva, tudo isso porque quando ela sorria ele mandava o sol para protegê-la e a noite a lua iluminava seus sonhos.
Ele sonhou com ela a vida toda, ela ainda sonhava em conhecê-lo, ele a esperava ansioso no portão de casa e ela ainda o sentia.
Ambos tinham certeza; era eterno.








@anasiiqueiraa

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Egoismo.

E mais uma vez eu não sei o que sinto nem o que escrevo. Não é felicidade porque não tem nada animado em mim, muito menos tristeza porque me sinto bem e sem muitas dores. Eu não sei colocar em palavras a certeza que tenho hoje, e não queria ter certeza dessa certeza. Nunca gostei de dúvidas mas penso que um “talvez” faria mais sentido pra mim, me faria dormir em paz.
Eu ainda acho que não é por causa dele essa indecisão de sentimentos, pela primeira vez acho que não é por ele. Ultimamente ando fazendo tudo que ele não gosta pra ver se consigo gostar um pouco mais de mim.
Meus finais de semana andam mais animados e com certa frequência ando sorrindo, tudo isso porque toda vez que sorria ele me sorria de volta e ainda espero seu sorriso. Mas nada disso tem haver com ele. Afinal, existe uma muralha da china entre a gente.
O problema maior é a hora que acordo e tenho a certeza que vou passar mais um dia de desespero, mais um dia vazio. Sei que não importa se o dia está nublado ou chuvoso, se ainda ta calor ou se o sol já se foi, pra ele não faz diferença. De qualquer forma, com qualquer tempo ele não vai aparecer. Mas isso não importa, porque não to confusa por causa dele.
Pela primeira vez não faço nada por ele, nem me preocupo com ela, nem me explico pro outros, pela primeira vez eu to vivendo pra mim.


@anasiiqueiraa

terça-feira, 19 de outubro de 2010

Incrível.

Eu não me canso de te olhar e imaginar como vai ser daqui uns anos. Não canso de sentir seu cheiro, você não é o homem mais cheiroso do mundo, mas com toda certeza o homem mais cheiro do mundo não chega nem aos seus pés.
Não me canso de escrever sobre você e sonhar com você. Nada disso me cansa, só me deixa feliz. Deixa minhas noites menos monótonas, minhas manhãs mais animadas, minhas tardes mais felizes, meus finais de semana mais... meus.
Pensar em você me faz voar e me lembra sonhos que prometi pra você que não desistiria e acabei não cumprindo. Às vezes tudo isso me causa certo enjoou e até vontade de morrer. Incrível. Lembrei do seu sorriso de novo. É só dele que sei falar agora. A única parte sua que todo mundo acha lindo, eu ao contrario do mundo acho tudo. Até mesmo a cara de sono, o jeito de andar quando tem doer nas costas, o jeito de olhar pra frente, nunca enxergando muita coisa.
Ainda não me cansei de você. Meus amigos cansaram de ouvir seu nome, meus pais cansaram de ouvir o jeito como a gente se conheceu, meus professores...até eles sabem muito de você. Ninguém aguenta mais ouvir, ler, ver,mais eu ainda não me cansei.Não de você.



@anasiiqueiraa :)

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Estranho. Era pra mim ficar nervosa e aflita, deveria chorar ou tremer ou sentir meu coração na boca. Nada disso aconteceu. Costumava acontecer um tempo atrás, mas dessa vez foi normal. O mesmo abraço, o mesmo sorriso, a mesma mão na cintura, o mesmo cheiro e gosto, o mesmo assunto e as mesmas perguntas sem fundamento. Nada mudo.
Talvez tenha sido eu. Simples assim, eu mudei e tudo que eu sentia mudo também. Não, impossível. Meus sonhos são os mesmo, e meu jeito de pensar também, minhas vontades e desejos, meus medos e temores continuam ali, então não é isso. Mudei por fora, talvez.
Meu jeito de falar e olhar e viver, mais quem eu sou de verdade não mudou. Nada mudou nem o jeito dele, nem meu sorriso, nem a situação.
É, deve ter sido isso, depois de anos nada mudo. O amor é o mesmo, só que agora sem frescura, sem medo, sem mania. É simples e puro e natural. A mesma vontade que eu tinha antes sinto agora, o mesmo amor, só que dessa vez é essência e não capricho.
Essa vontade que tenho de te abraçar e nunca mais sair dali só aumenta, nada mudo. Só o amor que talvez cresceu e viro amor de gente grande com a loucura de um amor adolescente.


@anasiiqueiraa

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Ele entro em casa cantando, como se a vida não tivesse nenhum defeito, como se nele não houvesse nenhum pecado. Achou que poderia conquistar o mundo e desceu as escadas dizendo isso bem alto.
Horas depois, ou minutos não me lembro bem, parou no meio da escada e me disse que as coisas estavam mudando e que depois daquele dia ele não seria mais o mesmo. E estava certo. Pra mim o tempo não passava, as horas eram apenas segundos e me sentia pressa dentro de um quarto escuro.
Peguei o telefone sem pensar duas vezes e liguei pra única pessoa que no momento se importava, eu achava pelo menos. Ficamos horas ali falando bobagens e rindo, contei coisas inúteis e ouvia que tudo podia dar certo, era só eu não desistir.-Você não pode desistir agora, tem que ficar até o final pra ver como tudo isso vai acabar.
Não sentia mais medo, e o cara que queria conquistar o mundo lá das escadas simplesmente resolveu partir. Eu não tinha certeza mas de nada, quem tava do outro lado do telefone tinha por mim, não só certeza mas fé e confiança também.
O tempo passo, muita coisa mudo, e hoje logo pela manha o cara das escadas apareceu de novo, dessa vez não querendo mais o mundo só sua liberdade. Mas o telefone tava desligado, e eu não ouvia mais sua voz dizendo pra não desisti. Por isso tô indo embora.

terça-feira, 12 de outubro de 2010

O mundo é cheio de tragédias, pessoas morrem, pais se separam, famílias são destruídas a todo momento e o amor acaba as vezes, eu não vejo o menor problema nisso, deis de que não seja a minha família, os meus pais, o meu amor e a minha vida. Porra, é tão difícil assim tentar sorrir de verdade por alguns segundos?
As coisas não deveriam tomar o ruma que tomou, nada deveria ser do jeito que é, o mundo não deveria girar assim, o vento não deveria sobrar pra esse ou aquele lado, só pra frente.
As crianças são insuportáveis com sua mania de questionar, os adolescentes são cruéis no momento de julgar e os adultos são chatos, em todo momento,por isso gostos dos mais velhos são no mínimo mais espertos.
A vida é uma tragédia, todo mundo de perto vai embora e quem ta longe não pensa em voltar, ninguém sofre de verdade, a dor é única e sua, o resto, todo aquele resto que você chora não faz a menor ideia de quem vive em você.
Eu preciso ouvir de alguém que isso vai passar, as coisas vão mudar, tudo vai ficar bem. Não acredito. Porque as pessoas mentem o tempo todo e nada mudam, nem coisas, nem situações, nem pessoas.É foda não confiar mais em ninguém, não tem mais você aqui pra mim confiar.

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Não precisa mudar.




Ela percebeu que sem ele não conseguiria, mas tentou. Ficou um tempo observando como tudo acontecia, de longe. Falo com quem ela achava que ajudaria, fez perguntas, arrumo algumas conclusões, pediu conselhos. Continuo longe por mais algum tempo. Quando percebeu que era verdade mesmo, as coisas estavam bem piores e ela não tinha mais controle sobre nada, e nem apoio de ninguém.Resolveu tentar e arriscar e viver de perto o que ela via de longe.
Ninguém entendia. Ela era forte e hoje não é mais.Como as coisas podem mudar assim,tão rápido? Ela se perguntava a todo momento.
Ela quis mudar pra esquecer, você e todo o resto.E tudo que fez a partir dai foi se divertir do jeito mais injusto e egoísta.Fez o que tinha medo que você fizesse e não choro quando acho que era errado,porque ela sabia que você não chorava quando via ela errando.
Nada muda, as pessoas não mudam e por tudo isso ela não entendia como as coisas tinham ficado assim.



@anasiiqueiraa

domingo, 3 de outubro de 2010

Nem ligo pra você.




Eu pensava que tudo bem, afinal essa historia não deveria chegar muito longe mesmo. Era apenas uma sexta-feira e nada mais. Não era conversas na madruga, horas no telefone, piadas que ninguém mais entendia ou segredos daqueles que ninguém nunca saberia, era apenas uma sexta-feira comum.
Depois dali você me disse que precisava de mim, talvez tenha sido verdade a parte do precisava, não precisa mais. E pra mim tudo bem, porque quase nem ligo pra isso. Não ligo pra metade das coisas que ligava antes.
O telefone toco hoje a tarde toda e por incrível que parece corria pra atender (você sabe que odeio atender o telefone ), pensava que você poderia me ligar pra contar qualquer bobeira que tinha acontecido na rua da sua casa ou qualquer conversa boba que você teve com alguém que é mais bobo ainda, mas não, não era.
Não me preocupo, não mesmo. Me sinto melhor assim. Me ligaram hoje pra fala de uma amiga que tava fazendo aniversário, e lembrei que sua irmã conhece essa amiga aniversariante, e olha que mal conheço essa sua irmã que conhece a amiga aniversariante da minha amiga.
O telefone toco de novo e me veio aquela musica da Sandy e Junior na cabeça “O telefone chama sem parar existe um fio de esperança em mim...” É, você costumava cantar essa música quando seu celular tocava, e eu costumava rir quando você cantava.
Eu gostava de te ouvir cantar. Não, você não canta nada bem, sua voz é péssima pra volume, ritmo e melodia, mas me divertia. Me fazia lembrar que a gente na precisa lembrar sempre do que a gente tenta esquecer e que a vida pode ser muito mais divertida quando a trilha sonora é cantada pela gente mesmo. Do drama passa a ser comédia. E rir um pouco da vida é bom ,e as vezes é a única solução pra loucura não bater de vez.
Passei a madrugada sentada na praça central da cidade com meus amigos, tocando violão e vendo o sol nascer, e lembrei que você adorava essas coisas de violão, sol, madrugada.
Enfim, to bem sem você, a não ser quando chega sexta-feira, quando escuto alguma música, quando algum amigo liga, quando vejo sol, toco violão ou quando chega madrugada. Mas o resto do tempo eu quase nem lembro que você existe.


@anasiiqueiraa

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Ansiedade.




Falta pouco, alguns dias apenas e mais nada. Pensei em acaba com isso logo, só falta à coragem, sem coragem sem fim e sem um possível começo. Eu sei que não existe ninguém no mundo que sinta uma parte do que sinto por ele, mas ele não sabe. Na verdade sempre tive medo do ele pensasse ao saber, ainda tenho e talvez seja isso que impeça um novo começo ou o fim de tudo.
Não ligo mais pros meus sonhos com tanto que ele esteja comigo ao deixar tudo pra trás. Se for preciso saio da cidade e mudo de nome, só não quero perdê-lo de novo. Não posso mais deixar que leve ele de mim sem ao menos eu confessar tudo, cada sonho, vontade, medo, e tenta colocar em palavras um pouco do meu amor, porque tudo é impossível.
Tentar aos poucos explicar como chegamos tão longe e de uma brincadeira no final da tarde se torno amor de verdade, contar um pouco do que aconteceu comigo quando estava longe e de como eu desejei ter seus abraços.
Aproveitar cada instante nos seus braços, guarda as nossas conversas e sentir seu cheiro, te abraçar bem forte, aproveitar cada segundo como se fosse o último porque na verdade é.
Quero te contar o jeito que eu encontrei pra não pensar mais em você, quero te ver sorrindo quando souber o tanto que fiz pra ter chegado até aqui. Quero que saiba das noites sem dormi, dos amigos que perdi, dos sonhos que criei, só pra te ter mais perto.
E depois que tudo isso for dito, depois de cada sentimento que você duvidar eu prometo que te deixo em paz, não pra sempre porque é tempo demais, mas prometo que não te perturbar por enquanto.


@anasiiqueiraa ;)

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Sem enganos.




Você deveria atender o telefone. Sei que não gosta muito de jogar conversa fora mas não ligo pra isso, ligo mesmo só pra ouvir sua voz. Pelo seu tom eu já sei onde e como está.
Te conheço do jeito mais profundo e puro e sei da sua necessidade de me confrontar, mesmo não querendo admitir a falta que sente de mim, mesmo não quero sentir o que eu sei que você sente. Porque eu sei de tudo, tudo que você ainda não sabe. Sua boca fala o que quiser e consegue enganar quem te escuta mas seus olhos nunca mentem, não pra mim.
Toco a campainha da sua casa e fico esperando por alguma resposta mas nunca atende, chamo seu nome várias vezes e esqueço da dificuldade que tem diante do tempo, não sabe organiza sua vida por completo e acaba sempre esquecendo o celular na mesa da cozinha, no chão da sala ou no banheiro. Anda tão preocupado que esquece de se preocupar com o que é realmente importante, e quando as coisas começa a tomar determinado rumo você foge pro lago que tem na frente da sua casa, eu sei que a natureza te acalma, é só ali que você encontra a tão esperada paz que você não acredita muito que exista.
Acordo de manhã a espera de um abraço, fecho a porta do carro ansiosa por um sorrio, chego aflita por algumas palavras. O tempo passa, a chuva cai o dia todo e não tem hora pra parar, eu vou embora com a certeza do seu olhar.




@anasiiqueiraa

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Uma parte.




Tem muita historia dentro da minha, tem muita vida dentro de mim, tem muito no pouco que ainda me sobra.
Os pensamentos não são mais os meus, a menina inocente e com medo de escuro cresceu, e não viro a garota que a mamãe tem orgulho. Se transformo em uma medrosa que tem medo da vida, do ar, da chuva do vento e da madrugada.
Quando tenta ajudar só atrapalha, quando não faz nada atrapalha também, quando tenta ser gentil acaba sendo grossa e quando parece que finalmente conseguiu fazer alguma coisa certa faz alguém chorar.Enfim, tem vida e não faz a menor ideia do que fazer com isso. Quando não faz por mal todo mundo a julga, quando faz por mal ninguém liga. Pensa ser a garota certa do cara mais certo do mundo mais não passa de mais uma garota, que é torta e quer concertar tudo do seu jeito, deixando assim ele mais torto.
Não entende a importância de muita coisa que fingi ser importante e de muita gente que não tem importância nenhuma. Não entende muito do nada que sobra nela, do vazio que transporta que antes era cheio de amor. Que deixo de existir com o tempo, ou deixo de ser pra nunca deixar realmente de existir.
Não liga pro que realmente é certo, porque o certo deixou de ser quando percebeu que tinha muito mais lágrimas do que sorrisos dentro dele. Não é fria nem quente nem morna nem nada. É simplesmente o que todo mundo vê. Não é ninguém, mais não deixa de respirar, não é nada mais não deixar de existir. Não tem importância nenhuma mais não deixa de se importar.

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Um possivel fim.




Eu sabia o quanto tudo aquilo era importante, tinha certeza de cada sentimento e cada sonho e fiz de tudo pra não deixar que ninguém a matasse. Juro, me fiz viva pra não deixar ninguém morrer, voltei pra trás todas as vezes que achava que era preciso pra tentar fazer com que desce mais alguns passos. Passei noites sem dormir preocupada com cada lágrima que não poderia secar, com cada conselho que não dei, com cada palavra em vão, com cada sorriso que desperdicei. Foi inútil.
Ele olhou. Ela sorriu. Ele se preocupou. Ela fingiu que não viu. Mas eu vi.
Esse tempo todo pessoas vem me falando que deveria para de me preocupar e deixar que cada um faça o caminho que quer conforme as suas escolhas. Mas insistir que deveria ficar por perto, em cada tombo eu a levantaria, em cada dor eu ajudaria.
-Você se preocupa demais com ela Ana, ela sabe o que ta fazendo e fica tranquila não é culpa sua.
Não. A culpa é minha sim. Eu prometi cuidar e machuquei, prometi secar as lágrimas e só as fiz cair. Palavras não vão mudar nada, promessas serão desnecessárias, e tudo que passou também.
Um pergunta, algumas brincadeiras, uma resposta, duvida, medo, explicação, lágrimas, dor. O que parecia ser real eram só palavras e falta de companhia. O fim chega antes que um possível começo. E sim, a culpa foi minha.


-
@anasiiqueiraa .

domingo, 19 de setembro de 2010

Talvez seja verdade.




Ainda me lembro como era bom e como eu me sentia feliz com toda aquela situação, como ele me olhava quando estava envergonhado ou com medo de alguém percebe o seu nervosismo ao se aproxima. Não me sai da cabeça o jeito como ele falava, contando cada novidade, cada partícula que saída da sua boca quando sorria , até mesmo o seu perfume que se misturava com o meu eu sentia.
O toque da sua mão que me deixava extremamente nervosa e confusa, eu nunca sabia se aquele toque era de amigo ou de amor.Eu sempre imaginava que era algum a mais, sempre sonhava com esse toque, toque de quem ama e pede amor.
Acabei até sentindo uma certa vontade de nunca mais sair do seu lado.Vontade essa que parece ser constante. Um sonho que viro vontade, uma vontade que a todo estante volta a ser sonho.
Transformei minha alegria em vicio de te ter.Fiz de mim tudo o que você mais gostava e me tornei por dentro o que eu nunca quis ser. Dei todo o amor que eu tinha guardado pra você e por dentro eu me fiz fria. Não queria mais me machucar. Não mais podia.
Cansei de ser a boa moça e você me olhar como qualquer uma, não me interessa mais seus conceitos sobre mim, eu vou viver a minha vida, sinta-se à vontade quando quiser fazer parte dela.



@anasiiqueiraa

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

O suficiente.




Senti um perfume diferente. Meu coração acelero parecendo que iria explodir. Olhei pra ele e vi um sorriso. Esperava um nada e vi um sorriso.O nada dele se tornava muito pra mim e o sorriso se fez meu tudo naquele momento.
Algumas palavras, poucas completas de alegria. Eu vermelha de vergonha, ele esperando uma resposta. Não tinha o que responder, não tinha pergunta só algumas gracinhas.
Bom, meu amor que estava escondido, aquele que eu dizia ter fugido de mim resolve sair do seu esconderijo.
Pois bem, as coisas estavam mudando de novo e como qualquer pessoal na minha situação eu estava feliz, feliz como nunca.Feliz como uma criança que vê o mar pela primeira vez.Ou como uma senhora que se encanta com ele depois de anos longe, ao perceber que ainda é o mesmo mar da sua infância. Ele ainda é o mesmo.



@anasiiqueiraa

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Não você.




Não me importo se ele vai ligar no dia seguinte ou vai segurar minha mão apertado, não ligo e nem quero saber a quantidade de garotas que ele se relaciono nos últimos meses e muito menos em quem ele pensa antes de dormir, não me preocupo mas.
Passo por ele como quem não liga porque na verdade não ligo mesmo, sento do seu lado esquecendo qualquer sentimento só lembrando das nossas vontades.Ele fala coisas bonitas e não entende o porque ignoro suas “declarações”, não quero sentimento, pelo menos não dele. Não quero que me ache bonita e nem engraçada, não preciso de sorrisos falsos por uma piada, não quero me preocupa com o meu cabelo, corpo, mente. Não é amor nem paixão nem nada, é só vontade e depois a vida continua sem amor e tudo que isso acompanha.
Prefiro assim, não preciso me preocupar se meu perfume ta doce demais ou se tenho que trocar de roupa, qualquer roupa serve. Talvez ele nunca mas volte a me ver.
Deveria beber pra suportar isso melhor mas ainda acho bem mais divertido o sentimento de não sentir nada, não se importar com nada. Vazia e livre, ou só vazia mesmo.
Eu sei que nunca vou amar alguém como já amei, por isso desisti de tentar, vivo do jeito que da agora, sem sorrisos , piadas, perfumes. Antes assim, antes fingir que ta tudo bem porque um dia fica de verdade, sem esforço e roupa bonita pra ele ficar, porque não quero que fiquei. Quero que vai embora pra mim ter a certeza mas uma vez que é sempre eu que fico, sempre eu que não deixo mais ninguém ficar.

sábado, 28 de agosto de 2010

Esconderijo.




Eu não sei o porquê, não sei o tanto e o tamanho da falta que tudo isso me faz, mas esse foi o lugar secreto que eu encontrei pra colocar tudo aquilo que eu nunca consegui fala ou até mesmo parar de pensar. Procurei caminhos piores, fiz o que não devia milhares de vez, passei noites chorando que eu não considero perdidas porque cada lágrima valeu a pena, cada dia em casa sem ver um pedacinho se quer do sol, a cada dia, a cada longo e desesperador dia.
Não me vejo com outro, por isso tive que provar, mostrei e gritei pro mundo que eu consegui viver assim, sem amor.
Escondi-me debaixo da cama, como uma criança inocente com medo da chuva, eu precisa pensa e fugir um pouco do mundo.
A noite estava fria, a lua linda e longe, meu celular tocando a cada segundo, abrir meu guarda-roupa e dei de cara com uma foto dele, por um segundo pensei que não aguentaria, mas ergui a cabeça e coloquei a melhor roupa, aumentei o som no último só pra começar a noite.
Outra cidade, um pouco de risada pra esquentar o clima e logo depois um lugar cheio de gente com musica alta e cheio de tudo aquilo que ele odiava, eu só queria me divertir.
Cada um daquele lugar me lembrava algum gesto, sorriso, conversa dele. Mais pouco me importa, porque já me importei muito. Consegui prova pra todo mundo que não precisava dele pra me divertir, menos pra mim. Cheguei em casa com duas certezas, amor não existe e Eu nunca vou deixar de amá-lo.

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Falta de mim.




Percebi a falta de mim quando senti seu cheiro, que por mais forte e agradável que fosse me fazia voar, me tirava do chão. Não somente seu cheiro, confesso. Tudo me atraia até mesmo a sua calça rasgada e sua camisa manchada como de um garoto que nunca toma banho. Seus olhos.
Sinto falta do que já me faltava antes, sinto falta do seu cheiro, abraço, sorriso sinto falta de tudo, esse tudo que nunca foi meu mas fazia parte do tudo que eu mas amava, fazia parte de tudo que você era e me fazia ser quando se aproximava. Percebia a falta que sua falta me fazia quando sorria ou pelo tom da sua voz. Como esquecer a sua voz, das palavras, de cada começo de frase e cada começo que eu achava que era nosso, mas nunca era de verdade.
Nunca chego a ser nosso, nem de ninguém. Não chego a ser um começo, um quase que por pouco se vazia nada a todo momento.Nos seus olhos eu encontrava os nossos momentos e me perdia dentro deles também.
A liberdade me vazia voar quando o seu sorriso invadia meu dia e no meio da tarde quando sentia vontade de gritar de chorar de sentir ou até mesmo quando eu deitava na cama e fecha os olhos pra te esquecer lembrava que por mas que as coisas mudem de novo, você não vai mudar nunca.Mas sua voz me tirava de qualquer estado de espiritual, enxugava qualquer lágrima, arrancava milhares de sorriso.Me fazia esquecer da falta que isso tudo me fazia.Me fazia lembra do vazia que eu sentir quando não te sentia.Me fazia viver no seu mundo mesmo não estando mas tão viva.

domingo, 22 de agosto de 2010

Talvez nunca.




Eu pensei que parar de falar nele de pensar e conversar e insistir no assunto “nós” as coisas poderiam melhorar um pouco, o tempo poderia passar mais rápido os sorrisos poderiam ser mais bonitos e agradáveis e os finais de semana poderiam ficam mais divertidos.Engano meu.
Não mudo muito, mudo o que tinha que ter mudado, é claro que os sorrisos multiplicaram mas as lágrimas também,e dessa vez entre quatro paredes sem soluços altos sem ninguém se quer ouvir.
Pensei tantas vezes em fugir, sair da cidade, mudar de país ou algo assim mas hoje a única coisa que eu quero é deitar na minha cama e esquecer do mundo.Me acomodei por aqui e realmente não sei conseguiria viver em outro lugar, mesmo se fosse mais perto dele.
Meu celular dificilmente atende alguma chamada dele, não por criancice mas por maturidade, escutando a sua voz seria mais difícil continua a viver sorrindo ou coisa assim.Prefiro do jeito que ta, sem muito contado, sem muitas notícias sem nada que possa acaba com o pouco que ainda me resta, sem nada que possa acrescentar nele o que falta em mim, sem mais nada.
Escutar historias me acalma, ouvir pessoas me anima, sentir o vento me distraia, chorar da saudade e sorri me causa medo, medo de não aguenta a verdade que ele tenta me fala a anos mais eu procuro nunca ouvir.
Me lembrei dele sorrindo pra mim, o sorriso mais absurdo e inexplicável e por ser tudo isso me pareceu mais vivo.Ninguém mais viu ou sentiu mais ele sorrio diferente. Dentro de mim parecia que algo iria explodir ou meu coração de tão absolutamente feliz que estava naquele momento de tão acelerado parecia que iria parar a qualquer instante.Nada mais me importava,nada mais me parecia tão vivo e tão perfeito quanto aquele sorriso,mesmo sabendo que não era meu,mesmo sabendo que talvez nunca será.




@anasiiqueiraa :D

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Menos mal.




Todo mundo cantando uma musica brega que não tinha muito a ver com o clima daquele lugar. Sabe aquelas musicas de avó que nem mesmo os avós conhecem? pois é. Nada como ouvi o seu ex reclamando da namorada, o seu irmão brigando com a sua cunhada e as crianças pulando na cama e sujando o tapete que sua mãe mais ama. Nada como fica no sofá da sala sem encosto de namorado, irmão e gritos dos gritos das crianças.Nada que atrapalhe eu assistir Faustão no Domingo ou alugar um filme água com açúcar que no final sempre da tudo certo.
Por ser uma tarde de domingo e um almoço em família não ta nada mal.Costumava ser pior.Costumava ser baba, empregada, e ainda por cima cuida de homem já formado, que nem mesmo a mãe dele queria mais cuida.
O legal é ver o caus no Domingo a tarde em um churrasco de família e não fazer nada. Rir das crianças por elas sempre se derem mal no final, do seu ex por ele não ta mais com você e do seu irmão por ter escolhido mal seu futuro.
É assim que se termina uma tarde em família, todo mundo bêbado, as crianças dormindo, seu irmão solteiro pelo resto da noite e seu ex te ligando pedido desculpa por não ter ligo naquele final de semana que vocês brigaram quando ainda estavam juntos.
Você sabe que a tortura começa quando ouve seu celular toca, é ele. O cara que você quer muito que seja seu futuro, mais por enquanto o presente dele é outra.



@anasiiqueiraa :)

sábado, 7 de agosto de 2010

Simples.




Costumo dizer que meus maiores segredos estão guardados por aqui. Já é uma espécie de mania escrever tudo o que eu penso. Ou pelos menos tento pensar no que escrevo. Não importa.
Os dias andam passando um pouco rápido demais, não sei se meu bom humor tem haver com isso ou se eu passei a presta mais atenção no relógio. Não me importo muito na maneira que o relógio corre ou para. Ele de certa forma reflete o ritmo da minha vida, coisa que eu não ando me importando muito ultimamente também.
A felicidade faz isso com a gente, menos preocupação e mais sorriso. Menos tudo que costumava tomar conta e mais tudo que era de menos.
To sonhando menos também. Bom por não tem mais tantas expectativas e me surpreender mais com as coisas e não esperar nada delas, e isso pode ser causado pelo meu estado de alegria ou isso pode ser o motivo dela, e ruim porque alguma coisa tem que ser ruim pra vida não parecer tão chata. A tristeza apesar de não ser a melhor coisa do mundo me rende varias conclusões de um único assunto e vários textos que na maioria das vezes não fazem muito sentindo mais são lotado de sentimentos.
O que importa são os sentimentos e não necessariamente o sentido. De umas duas semanas pra cá minha vida não anda tento muito sentindo mais ela ta repleta de sentimento. Se for pra colocar sentido no sentimento eu acabo chegando à conclusão que não tem sentindo ter tanto sentimento. Começo a ficar confuso. Mais enfim, Que seja.
Eu sempre pensei que sem ele as coisas iam perder completamente o sentindo e principalmente os sentimentos, mas não. As flores parecem mais bonita e as ruas continuam movimentadas.
Nada muda,as coisas nunca mudam.Quem muda, manda e suja é você, o resto vai ser resto pra sempre caso você queira.


-
@anasiiqueiraa

sexta-feira, 30 de julho de 2010

Nada por acaso.




Ele nunca foi meu e nem sequer me olho com outros olhos, ele nunca me disse palavras de amor e nem fez juras eterna, mais me fazia bem. Ele era assim com todas.Ele sentia amor por cada uma que passava na rua, por cada uma que fingi sentir algo por ele.
Mas continuava insistindo que ele nunca olho pra outra garota do jeito que ele olhava pra mim, talvez sabendo que as outras pra quem ele olhava não sabiam se quer seu nome de verdade mas não importava, ele me olhava diferente e ponto.
Sem mais. Ele ficou ali o tempo todo. Fazendo graça, dançando, deitando no sofá da casa de estranhos. Do jeito mais vergonhoso ao mais engraçado e inocente ele estava ali o tempo todo.Não saiu do meu lado um minuto se quer. Calado, sem graça, cantando, rindo, às vezes nem falando comigo, às vezes nem olhando pra mim. Mais não saia dali.
Com as mesmas piadas sem-graça de sempre e o mesmo sorriso de menino que vai apronta. Não pedi,não questionei, nem ao menos conversei com ele. Nada. Parecia sobra, parecia a minha sobra. Era só eu olha pra trás que ali estava ele. Muitas das vezes rindo, e questionando que não enxergar muito bem de longe. Entrava na sala ele deitado no sofá. Saia do banheiro ele na porta. Ia pra cozinha ele roubando comida da geladeira. Sempre ali, não saia de perto por nada. E eu também não queria que sai-se.
Era divertido ter sempre um palhaço por perto, quando não me alegrava com sua inocência me fazia rir com suas idiotices e sabia falar serio às vezes, como se às vezes já não me basta-se.
Não tive medo de perdê-lo em nenhum momento, ele não era meu só estava ali por livre e espontânea vontade. Talvez tenha sido a minha vontade que trouxe ele mais perto. Mas isso era o que menos importava. Não importava de quem era à vontade. Ele não saia dali.
Estamos em cidades diferentes, sentindo coisas diferentes, conversando com pessoas totalmente diferentes. Mas por incrível que parece, não sei se por minha vontade ou pela vontade dele, sem saber quem é o dono da vontade dessa vez ele continua por perto. Orkut, MSN, Twitter e todas as formas de comunicação virtual, ele não me deixa por nada.
Eu to começando a gostar disso.
Talvez seja mais, bem mais do que um simples acaso.

terça-feira, 27 de julho de 2010

Sem volta.



Sentir aquele friozinho na barriga que dá toda vez que algo novo acontece. A sensação de ta voltando pra casa, o cheiro de novidade, saudade, família.
Entrando no meu mundo de verdade, é claro que como qualquer outra pessoa eu senti falta da minha casa, dos meus amigos, das pessoas que faziam e fazem ainda parte da minha vida aqui, mais pra mim era tão bom estar lá que confesso que a saudade não me incomodava muito. A sensação de paz que eu encontrava ali, a sensação de “lar doce lar” que aquele lugar me trazia, não tinha como e nem outro sentimento a não ser esse de vida nova, casa nova.
Os dias passaram correndo, eu vivi momentos maravilhosos e inexplicáveis, conhecia pessoas que já fazem parte de mim de alguma forma. Não queria volta.
Tudo combinado, sábado a noite sem muito o que fazer, então onde iremos? Shoppings, boliche, sinuca, cinema...? Não. Era a minha ultima noite ali, eu queria aproveitá-la da forma mais caseira possível, deita no sofá, assistir qualquer programinha ruim que passe sábado à noite e rir das coisas estranhas que aconteceu durante a semana.
Foi assim meu ultimo dia, rindo dos outros, contando piada, assistindo TV e chorando, foi o que agente fez depois que percebemos que demoraria um pouco pra volta.
Entrei no carro já bem cedo quase antes do sol sair, as lagrimas desciam pelo meu rosto ao deixar pra trás cada pessoa, cada sorriso, cada abraço... Lagrima. Meu coração parecia querer explodir, a vontade de pular do carro e implorar pra que não me tira-se dali era grande. Eu finalmente tinha encontrado o meu lugar, onde eu me sentir bem e livre de verdade, aquele era meu mundo, eu lutava com eles, viva com eles, tinha os mesmo sonhos e planos que eles. Eu não deveria ir embora.Eu tinha que ter ficado.
Passei a viajem de volta tentando entender o porquê de voltar, o porquê de não poder ficar. Se for para pra pensar até que foi bom voltar mais preferia ter ficado lá. Que não é tão perto daqui mais é meu porto de paz, o refugio que eu encontrei pros meus sonhos.

---


siga-me @anasiiqueiraa :D

sexta-feira, 16 de julho de 2010

Tudo pronto.




Malas prontas, coração na boca, uma dor de estômago terrível daquelas que fazia tempo que eu não tinha. Ligo pra uma amiga pra tenta me acalma mais nada, ela fala da semana, pergunta o que eu vou fazer de noite e desliga, não ajudo muito. Ligo pra uma das garotas que vai comigo e ela me fala que não ta a fim de ir e acha que vai ser uma perda de tempo sai de casa com esse frio, pega estrada com essa chuva, mais ela vai, ah se vai. Acabou me deixando mais nervosa do eu já tava,será mesmo que não vai da certo? Pensando bem ta mesmo muito frio pra sair de casa e essa chuva em?-Para Ana Paula, vai dar certo eu sei que vai. - Ultima tentativa, pensei em liga pro cara que sempre me animo, mas ele tava ocupado com a namorada. Então penso em todas as minhas amigas que eu poderia ligar e todas estão ocupadas demais cuidado de homem, e eu me pergunto – Porque mesmo eu não tenho um homem pra cuida de mim?- Ah lembrei fica solteira é mais legal, a sensação de liberdade é maior.
Mais eu ainda tinha um amigo que namorava mais ela não ligava muito pra ele, no desespero vai com ser ele mesmo. Ele atende e fica surpreso, agente mal se fala mais tudo. Conto pra ele como foi meu dia, falo de como eu to feliz e cheia de expectativas, ele rir e me ouve, faz algumas piadas com a minha cara, fala milhões de vezes que vai dar tudo certo, foi difícil pra me convencer, fala que cada dia que passa eu fico mais bonita e que eu tenho uma importância enorme pra ele, que se se precisa ele estaria sempre ali. Desligo. To mais calma. E com uma dor de barriga imensa também. Foi melhor do que eu pensava.
Falta algumas horas mas eu to calma. Não sei se vai dar certo mesmo, sei que vai dar alguma em alguma coisa, e independente do resultado eu to feliz. Na verdade não muito, mas agente vai levando.

sábado, 10 de julho de 2010

Um mundo sem ninguém.




Estava querendo passa um tempo fora, mas dessa vez não por medo, tristeza ou fuga.Simplesmente por aventura. Eu gosto de ouvir e sentir e falar coisas que os meus amigos gostam e gosto também de saber o que eles pensam sobre o que eu faço e como eu faço.Gosto da opinião deles e de como eles me tratam, mais eu preciso de mais, eu quero mais.
Quero saber o que as pessoas La fora vão achar e querer saber. Quero conhecer pessoas que não fazem a menor idéia de quem eu sou e até onde cheguei. É deles que eu quero saber opiniões, conceitos e idéias.
Quero conhecer pessoas que conseguiram voar e outras que não sabem como sair do chão.Pessoas que sabem aonde querem chegar e pessoas que não sabem nem onde estão.Preciso conhecer o outro lado do mundo, preciso conhecer o meu outro lado.
O tempo aqui ta curto, e eu não quero desperdiçá-lo olhando pro lado e ouvindo noticias. Quero fazer mais e viver mais.Quero tudo aquilo que ninguém quer, abraça quem ninguém sabe que existe, chora com quem chora escondido e sorrir com quem nem sabe o que é isso. Viver de outra forma é deixa ser transformado.Não se deixar ser levado. Quero o que é errado, quero erra o que o mundo diz que é certo e acertar sempre, sempre que for preciso. Um mundo que não é meu e nem de ninguém, um mundo vazio e sem luz. Um mundo de pessoas que não existem e lá onde eu quero ir, onde pessoas precisam.
Não é fuga é realidade. Não é medo da tristeza é simplesmente ter coragem pra enfrenta um mundo diferente. É ver onde a simplicidade se encaixa. É ver quem mais se encaixa no vazio que o mundo se esconde.Mostrar para as pessoas que pessoas ainda existem e que o amor, o amor de verdade também.Sem trocas, bobagem sem o que você acha que é preciso. O amor puro e simples. Puro como a água de um riacho que ilumina a natureza com a sua beleza, simples como um abraço de urso, que alem de ser bem apertando faz de um dois , faz do nada um tudo. Sem precisar entender ou questionar. Sem amor, sem esse amor que me consome, sem ele a vida não tem graça. Não perca tempo o mundo grita por você. O mundo grita, a natureza geme, as pessoas clamam por mais e mais amor.

terça-feira, 6 de julho de 2010

Brilho nos olhos.




Ela sonhava em ser escritora, tinha o sonho de voar e ver um mundo melhor. Fazia-me rir. Eu admirava ela como nunca admirei ninguém.Pessoas vivem errando e acertando o tempo todo.Pessoas são imperfeitas e até incapazes de demonstrar amor.Mas ela por outro lado tinha a inocência de uma criança, um sorriso sincero que contagiava todo mundo que passava por perto, ela amava.Uma amor diferente.Um amor de verdade.
Ela chorava quando tinha medo, me abraçava quando sentia saudades e tinha mania de registrar tudo e no final ela sempre fazia um vídeo, pra mostrar como as pessoas deveriam ser felizes e como elas deveriam aproveitar a vida.
Eu não acredito muito que pessoas mudem assim, mas ela mudo.As palavras de amor foram substituídas por palavrões, e os abraços e sorrisos por festinhas e menininhos. Ela ignorava tudo e não amava mais ninguém. Ela agora vive pra dança, beija e bebe.
Perto dos amigos ela era forte e sempre sorria, longe ela chora como nunca. Ela não olhava mais nos meus olhos e eu não via mais aquilo que me admirava nela.
Ela mudo pra se mostrar mais forte, paro de sorrir pra ser mostrar feliz, viro comum pra tentar ser diferente.Perdeu o brilho pra nunca deixa de brilhar.

segunda-feira, 28 de junho de 2010

Intensidade.




Sem expectativa certo?!.Tudo bem, eu realmente não espera que eu fosse passa tanto tempo fora de casa, e tanto tempo perto dele, mais se for ver bem é só tempo.Um tempo que talvez não mude nada, ou pode até muda alguma coisa, mais nada que me importe.
Eu sempre quis isso e agora eu realmente não sei como me sinto, na verdade não sei o que sentir, tinha acabando lembra?
Faltava, faltava muito, e sobra às vezes também, mais sobrava bem pouco.
Antes não era certo, eram só opiniões e planos, expectativas e desejos e agora é real, você consegue enxergar até onde chegamos?
Um sonho explodiu dentro de mim e o que vejo agora são os cacos que meu corpo lanço pra fora.Não foi nada combinado, foi acontecendo como o arco-íris que quando você mesmo espera ali esta ele, lindo, colorido e musicando.
Ali estava a sua maior obra-prima, o ponto mais alto que você conseguiu chegar até hoje.Não é uma montanha, na verdade é só uma pedra, mais tinha sido a maior e mais bonita pedra até então.
É difícil me entender, principalmente agora.Agora que me atropelo com as palavras e meus pensamentos estão a mil.A felicidade transporta de tal maneira que nem a pessoas mais feliz que já conheci sorria assim.Não quero que entenda, nem questione, não quero pensar, só quero sorrir.
A felicidade deu uma bronca enorme na minha tristeza e deixo o lugar mais bonito, mudo tudo de lugar e jogo as fotos dele no lixo.Como se eu não me importa-se mais.Me importo um pouco ainda, mais não agora.
E que essa felicidade permaneça e que essa alegria transborde cada dia mais, até acaba com a seca de todos os países e com a solidão de todos os corações.E que permaneça a paz, essa paz que eu tanto sonhei.

-
Boa semana :D
siga-me: @anasiiqueiraa

quarta-feira, 23 de junho de 2010

Bem o bastante.




Fui convidada pra participa de um festival de teatro em uma cidade aqui perto. Não que isso não tenha me alegrado mais confesso que fiquei surpresa com o convite.
Não passei muito bem essa semana, e até cheguei a pensa que esse mês não iria acabar bem pra mim, mais parece que as coisas estão melhorando. Procurei por resposta o tempo todo em todo lugar que eu ia e em tudo que eu fazia, menos em você. Achei inútil. Achei que você não ia me ajudar a achar as respostas que você mesmo me fazia procurar, afinal pra que tantas perguntas?
As coisas acabaram fugindo do meu controle, você fugiu também. Mais isso não me assustava, por que você nunca se fazer presente por muito tempo. O tempo não importava só sua presença. Mesmo sendo pouca, mesmo sendo quase nada.
Procurei respostas em outras cidades, em outros abraços, em outros beijos, em outro perfume. Mudei em mim tudo o que você gostava, e me fiz diferente do jeito que ele acha que eu deveria ser com as risadas e com o jeito que ele preferia. Ele não era você, ele não era ninguém na verdade, ninguém que eu me importa-se mais o abraço dele era mas apertado que o seu, mesmo sendo mais forte.
Enquanto você se importava com as criancinhas na África ele se importava com a copa, você chorava de desespero e fazia de tudo pra ter comida paras crianças carentes, ele só fala de carro, futebol e coisas fúteis.como se a própria vida dele já não fosse fútil o bastante.
Sentia o sua falta o tempo todo, mais ele me preenchia. Não tanto como você, mais me fazia bem. Um bem diferente, um bem novo, um bem um tanto quanto triste e confuso,
mas bem.





follow me @anasiiqueiraa. :D

terça-feira, 15 de junho de 2010

Não é amor.





Na boa meu filho sem você é tudo mais divertido.Na verdade eu nunca quis nada com você,eu nem sei pronuncia seu nome direito,e nem sei quem você é de verdade.Não,eu não namoraria um cara do seu tipo,eu nem se quer sonharia com uma pessoa assim.
E mesmo as pessoas pensando que isso me machuca,que ver você com outra me deixa mal,não,não me deixa.Você só dá em cima de garotas que você sabe que não tem nada a ver com você,garotas que você sabe tão bem quanto eu que elas não vão te levar a lugar nenhum.
O Brasil para pela copa do mundo,e você para quando ver ela passa,ambos ridículo.O Brasil resolve esquece a pobreza,a miséria,as mortes e a corrupção pra ver um bando de homens correndo atrás de uma bola.E você esquece tudo isso e sua faculdade,ou seja,seu futuro porque ela resolveu ir compra uma água no posto.Não sei o que é mais ridículo.Pelo menos pro Brasil eu torço pra dar certo,já com você.
Veja bem,não é ciúmes e não chega nem perto disso.Eu só estou deixando bem claro que você e ela não combinam e você ta fazendo um papel ridículo de homem desesperado.No seu caso uma criança desesperada.Eu já não to nem ai pro que você pensa ou diz,e tudo que aconteceu não significou nada pra mim,foi só uma ajuda e uma pedra.Não confunda.
Não é ciúmes,nem amor.
Talvez,o Brasil não ganhei a copa esse ano.Entenda que as vezes as coisas não são como a gente quer.E caso ganhei,eu só tenho uma coisa a dizer,COITADA.


-

Boa semana :D.
follow me @anasiiqueiraa.

segunda-feira, 31 de maio de 2010

Conflitos.




Não, eu não vou.Eu quero ir, já disse. Mas é melhor não.Porque eu não conheço ninguém lá e não vou me sentir bem.Já disse que não, é melhor eu ficar em casa, preciso pensar um pouco na vida.
Discurso vago,desperdiçado,solto.Disse não milhares de vezes e olha eu aqui,arrumando as malas, a caminho de um final de semana longe,e por incrível que parece eu to feliz,feliz demais.A dúvida foi embora junto comigo,acho que meu ego foi embora também o amor voltou,de uma forma nova,de um jeito novo.
Um olhar,um sorriso,uma mensagem,um final de semana.Não era ele, mas pela primeira vez isso não me incomodo,não era ele mas era outro, um outro que me fazia bem,como ele nunca me fez, talvez.
E seja ele ou outro ou quem for,eu to indo passa o final de semana longe e quando eu volta,caso eu volte,ele, outro,o mundo e tudo que tem nele não vão mas me fazer desistir.
Tempo,medo,emoção,saudades.Se tiver que sentir, sinta.Todas as minhas emoções juntas,misturadas e sentidas em um único texto.Tantas lágrimas,risos,choro, desespero, esperança.
Mas agora chega,parti.



-

sigam-me @anapaulavkx :D
Bom feriado pra vocês, parti.

segunda-feira, 24 de maio de 2010

Pelos ares.




Olhos tristes,mãos geladas,coração palpitando,voz tremula quase muda,respiração cada vez mais ofegante,todos os sentimentos juntos a flor da pele.
Ninguém entendia nada,quase nada era pra ser entendido,deixa pra depois,deixa pra mais tarde,pare,pense,respira.Repito isso milhões de vezes pra mim,repito isso até eu consegui acredita e segui meus próprios conselhos.
Eu precisava de paz e não de escolhas,na qual parecia borbulha dentro de mim um sentimento diferente,coisa que nunca tinha sentido antes,coisa que nunca queria senti antes.
Pensei em volta a seguir meu antigo caminho mas percebi que já era tarde,pensei até mesmo em confessa tudo,mais não tinha voz e nem força pra isso,ele estava la,perto, muito perto e parecia tão longe,tão distante,tão frio.
Eu olhava pra ele como quem admira uma estrela,como quem admira a lua,ou qualquer fenómeno da natureza que seja,olhava como quem não quer nada,querem tudo ao mesmo tempo,olhava como ele me olhava,mais já faz tempo.
Não teve abraços,nem sorrisos,nem conversas sem sentido algum,nada de falsidade,não precisei me mostrar feliz e ele não se fez de educado,foi tudo como deveria ser,foi tudo como sempre foi mas dessa vez sem máscaras ou boas aparências.
Entediante,frio,sem graça,cheio de crianças e sorrisos infantis,cheio de lágrimas, gritos,e raiva,cheio de tudo que se misturava,cheio de mim e do mundo,cheio dele,cheio a ponto de explodir.Pedaços e cacos e máscaras pelos ares,pedaços meus que não via a muito tempo,pedaços dele que eu nem sabia que existia,se juntando e formando um,se juntando e não formando nada.
Aquele nada que sempre fez uma diferença enorme pra gente,principalmente quando fazia parte dele.

sexta-feira, 14 de maio de 2010

Existe mesmo (?)




-Você acredita mesmo nesse negócio de alma gêmea? (O mundo todo acredita e não era pra mim acredita? )
-Na verdade não,não mesmo.(falsidade as vezes é bom)
-Ah,que bom por que realmente é ridículo esse negócio de amor,e quem acredita é mas ridículo ainda.
-É,tenho dó de quem acredita(sim,tenho dó de mim principalmente)
-Porque no final de tudo o cara que você é supostamente apaixonada sempre é um idiota que precisa de mais de uma mulher pra se sentir homem.
-É,todo homem é idiota o bastante pra não valorizar o amor de verdade.
-E toda mulher é ridícula o bastante pra acredita no amor.
-Você fala isso porque não é uma.
-Eu falo isso por que sou bem mais velho que você e sei da vida.
-Sabe o que?Que homem quer varias mulheres e elas só querem um pouco de amor de um único homem?
-Não,aprendi todo esse tempo que homens são espertos por curti a vida e mulheres idiotas por morrer de amor.
-É ridículo ver até que ponto eu cheguei.
-Por amor?

-Você gostava muito de alguém?
-Eu amava ele,era completamente louca por ele,até eu descobri que esse lance de amor não existe,então parei de sofrer por algo que é mentira sabe?
-Mulher nenhuma teria coragem de para de amar alguém por descobri que amor não existe,talvez não seja esse seu problema.
-Faz sentido pelo menos.
-Resolvi viver sem amor quando resolvi que amor,sentimentos e tudo relacionado a isso não me importava mais...
-Resolveu viver pela razão e esquecer a emoção ne?! Já ouvi essa história antes.
-É.
-Mais sabe de uma coisa Dane-se o amor,vamos viver nossa vida mesmo,e que o mundo se exploda,com todos idiotas apaixonados.
-Por você ser uma mulher,você ta me assustando.
-O mundo precisa de razão e não de amor.
-Posso fazer uma pergunta?
-Claro.
-Como você consegue viver sem amor?
-Você é louco?
-Não,só curioso mesmo.

sábado, 8 de maio de 2010

Só por uma noite.




Eu estava planejando ficar em casa, estudando, dormindo,vendo vomito e paradas cardiacas e ouvindo o maravilhoso House tentando solucionar problemas,pensei até em fazer brigadeiro,fica de baixo do edredon alugar uns filmes meio agua com açúcar e chora pelo resto da noite,tudo isso pra poder acorda com um sorriso no rosto na segunda e fingi pro mundo todo que eu só a pessoa mais feliz.Mas tive que sai pra compra o presente da minha mãe, e acabei passando a tarde na casa de uma amiga que me faz uma falta enorme,e daí não teve como,os planos do meu final de semana já tinha ido por agua a baixo mesmo,então eu pensei -dane-se os estudo e o sono,dane-se o mundo. Vai ser muito mais fácil eu te esquecer se sai desse lugar onde eu só vejo seu nome,e quem sabe eu posso até me apaixona de novo por algum menino que eu encontre la, mais bonito e mais carinhoso que você(e olha que a lista deles é grande).
Conversar com gente que me façam rir do mundo e da vida ridícula de algumas pessoas, zua pessoas que merecem ser zuadas,e xinga ate a décima geração da loira aguada que se acha um máximo só por que ela é loira,magra e tem olhos verdes e porque a sua queda por ela já viro um abismo.Ela até tem motivos o bastante pra se acha, mas dane-se os motivos dela também.
Eu só quero por essa noite não lembra de você por nenhum minuto,só quero lembra que eu tenho um corpo que pode dança a noite toda, uma vontade enorme de sorrir até a barriga doer,e o coração eu deixo em casa, guardado pra quando você volta.

domingo, 2 de maio de 2010

Ainda bem.




Toda sexta é uma nostalgia, penso no que não devo pensa, lembro do que já deveria ter esquecido, exagero nas frases,coloco ponto de interrogação demais em tudo, e fico tempo demais sem fazer nada ou fazendo muito.
Hoje fiz um contrato comigo mesma que não lembraria dele por nada,e se por uma armadilha do acaso eu encontra-se ele por ai não olharia nem na cara e toda a minha educação e respeito também não iam mais fazer parte de mim, todos eles iriam ir embora com todo meu passado, porque só assim poderia viver em paz o meu presente.
Fiquei tempo demais sem pensa, sem pensa em nada e quando pensava era só besteira, coisas do tipo -garota apaixonada- coisa que não só e nem pretendo fica, porque o amor passa e se você deixar ele te leva junto.
A voz dele parecia murmulhar dentro de mim,o sorrido dele parecia estar estampado no rosto de todo mundo que passava na rua,o seu perfume em todos os meus colegas e amigos e vizinhos e até mesmo no meu pai o cheiro dele se concentrava.
Eu ficaria chateada e até poderia chora se eu tive-se apaixonada, mas ainda bem que não to e não pretendo fica.